Por André Delacerda

Nos últimos dias presenciamos dois acidentes com slackline encolvendo pessoas do grupo que fazemos parte. Como qualquer atividade física e/ou esportiva o slackline também deve ser feito tomando-se alguns cuidados.

Esses acidentes se caracterizaram na sua maioria pela falha de equipamentos:

– rompimento das catracas, fazendo com que a fita do slack se soltasse e derrubasse o praticante;

– romprimento da corda apoiadora, que dar sustentação a fita do slack em uma das extremidades da corda;

– e por último, presenciamos o rompimento de uma fita, que parecia ter uma boa qualidade mas que se rompeu com as manobras do praticante.

Na hora de comprar um equipamento de slackline, procure ver se o material é de boa qualidade, se realmente a fita é  do tipo daquelas de alpinismo, que são feitas para aguentar até 3 toneladas. Cada manobra e pulo no slack é uma grande pressão e a fita deve ser de boa qualidade para aguentar essa ação.

Outras dicas dadas por praticantes são: Leia o resto deste post »

O slackline foi destaque em mais uma reportagem na Tv. Desta vez, Angelica, apresentadora do Program Estrelas e o ator Caio Castro que é praticante; mostraram imagens do slackline na praia da Barra da Tijuca, além de explicar sobre o equipamento, modalidades, como highline e outras informações sobre o esporte.

Foi sensacional a reportagem, e muito bom para difundirmos mais o esporte.

Esse blog dá uma dica a mais a ser adicionada na reportagem, é que os praticantes de slackline estão colocando protetores antes de instalar o equipamento. Leia o resto deste post »

Os praticantes de slackline da Orla de Ipanema tem nos enviado imagens e vídeos com belas imagens de suas manobras que contracenam com a paisagem da Orla da Zona Sul.

Fiquem com as imagens do grupo Slackd´Avila. Disponibilizamos o vídeo nas versões Youtube e Vimeo. Leia o resto deste post »

A galera do slack em Ipanema está cada vez mais se especializando nas manobras no slackline.

Semana passada começaram a mandar uma  nova manobra.

A rasta spin consiste em rodopiar em cima da corda. A manobra foi batizada pelo slack Toshio Enokibara em homenagem ao Ed Kilha, que tem dreads. O Ed foi a primeiro slack a mandar a manobra na orla de Ipanema.

Assistam ao vídeo do rasta spin, mandado pelo Toshio. Leia o resto deste post »

Uma das coisas que mais chamou a minha atenção quando comecei a fazer slackline, ou melhor quando subir na fita pela primeira vez.

Foi quando da minha aproximação para ver o esporte e o pessoal logo chamou “quer subir na fita brother!?”

E desde que comecei a praticar diariamente, vejo essa cena se repetir dezenas de vezes durante a tarde e início da noite, seja qual slack point for.

O slack é o que chamo de esporte democratico, ele faz  as pessoas interagirem; sejam elas conhecidas ou não, as aproxima, falicita wetworks, instiga a novas amizades, quebra timidez.

Slackline é um esporte que socializa!

 

Mais um programa de Tv mostra o slackline. Dessa vez foi o Esporte Espetacular da Rede Globo.

Na reportagem, a reporter Clócia Oliveira mostra detalhes de como subir no slack, posições e entrevistas com praticantes na praia da Barra da Tijuca.

Interessante nessa reportagem foi ver os slacks montados em suportes de madeira ao invés de coqueiros.

Fiquem com a reportagem na integra neste link.

Esse final de semana, o slackline, a sensação do verão carioca, se fez presente não somente nas areias da orla do Rio, mas também, nos parques e montanhas da cidade.

Quem transitou pela orla viu a galera reunida nos coqueiros de Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca. Quem foi ao Aterro do Flamengo e MAM viu o pessoal mandando bem entre as árvores. O slackline subiu a Floresta da Tijuca e foi contracenar com o cenário histórico da Mesa do Imperador. Leia o resto deste post »

Os praticantes de slackline estão a cada dia inovando e se superando.

No início, o esportista quer somente atravessar de um lado a outro da fita, não se dando por vencido, começa a fazer as manobras. O tempo passa e vem os saltos.

Olhem as poses que a galera está mandando na orla do Rio.

 

Leia o resto deste post »

O slackline não somente tem chamado a atenção de que passa pelos calcadões da Orla do Rio, mas também da mídia em geral. Inúmeras emissoras de tv e revistas nacionais e estrangeiras estão fazendo reportagens sobre o esporte.

Além de enfocarem a chamada “febre” e sensação que o esporte tem provocado aqui no Rio; elas também mostram as manobras radicais e o equilíbrio dos praticantes de slack cariocas.

Hoje pela manhã, recebemos uma ligação de uma amiga que dizia “liga a tv, vai passar a corda bamba na praia”. Leia o resto deste post »

O ato que vem se tornando uma febre em vários pontos do Rio de Janeiro e em vários estados do Brasil, o slackline, é uma atividade de superação de todas as idades.

É normal alguns acharem ser incapazes de realizar tal ato, principalmente devido a idade adulta, ou por falta de atividade física.

No início, o ato de se equilibrar é um desafio tremendo, pois a fita te faz tremer o corpo, há também o fato da pessoa ter que aprender a usar partes do corpo pra se manter firme na fita também. Mas com o tempo,você vai descobrindo o seu ponto individual de equilíbrio. Leia o resto deste post »