Arquivo da categoria ‘segurança no slackline’

Semana passada esteve presente aqui na orla carioca, a galera da Orangotango Slackline.

O pessoal que é mestre em slackline em Juiz de Fora – Minas Gerais esteve na praia de Ipanema e fez um encontro com o pessoal do grupo Slackd´Avila.

Segundo os slacks riders de JF:

“O Rio de Janeiro todo é um palco perfeito para pratica de esportes ao ar livre e não seria diferente com o Slackline, na verdade o esporte já está encorporado na cultura esportiva da cidade e ao passar pelas praias da Zona Sul fica fácil encontrar alguma fita esticada por lá.”

Leiam mais sobre a visita no blog do Orangotango Slackline

Foto: Orangotango Slackline

Visando gerar uma boa relação entre os praticantes de slackline, o meio ambiente e a sociedade na qual estão inseridos. É que os grupos Slackd´Avila, Slackline Parque do Flamengo e SlackRio Slackline, se uniram neste documento direcionando aos praticantes deste esporte no Rio.

– Ao armar os slack coloque uma proteção envolvendo o local em que será instalado a fita: coqueiros e árvores. Isso protegerá as árvores e as âncores que sustentam o slack;

– Usem como proteção ao armar o slack nos coqueiros e árvores: cartolina, jornal, toalha, carpete ou espuma;

– Quando encontrarem algum praticante fazendo slackline sem colocar proteção nas árvores, converse com ele e fale sobre a importância de interagir corretamente com o meio ambiente;

– Não armem slack em árvores ou coqueiros de pouca espessura;

– Não armem slack em estátuas e monumentos públicos. Afinal todos nós queremos preservar o patrimônio histórico-cultural, que também é nosso;

Agradecemos a colaboração de todos os praticantes.

Slackd´Avila,  Slackline Parque do Flamengo, SlackRio Slackline

Por André Delacerda

No último dia 12 de maio, o pessoal do Slackd´Avila fez um waterline no Arpoador no Rio de Janeiro.

O mar não estava tão calmo naquele dia, o que representava perigo para os praticantes de slackline nesta modalidade, chovia e ventava, mas o pessoal mandou bem nas manobras.

Destaque nas fotos para José Helu e Ricardo Joppert.

O slackline está invadindo as areias do Rio. Nesse post imagens do slackline nas areias da Princesinha do Mar – Copacabana. Teve manobra buda, saltos e o highline.

Por André Delacerda

Nos últimos dias presenciamos dois acidentes com slackline encolvendo pessoas do grupo que fazemos parte. Como qualquer atividade física e/ou esportiva o slackline também deve ser feito tomando-se alguns cuidados.

Esses acidentes se caracterizaram na sua maioria pela falha de equipamentos:

– rompimento das catracas, fazendo com que a fita do slack se soltasse e derrubasse o praticante;

– romprimento da corda apoiadora, que dar sustentação a fita do slack em uma das extremidades da corda;

– e por último, presenciamos o rompimento de uma fita, que parecia ter uma boa qualidade mas que se rompeu com as manobras do praticante.

Na hora de comprar um equipamento de slackline, procure ver se o material é de boa qualidade, se realmente a fita é  do tipo daquelas de alpinismo, que são feitas para aguentar até 3 toneladas. Cada manobra e pulo no slack é uma grande pressão e a fita deve ser de boa qualidade para aguentar essa ação.

Outras dicas dadas por praticantes são: (mais…)